Frio intensifica atenção aos mais vulneráveis

Secretaria Nacional de Assistência Social adverte gestores estaduais e municipais sobre situação de pessoas em vulnerabilidade social

As baixas temperaturas que vêm sendo registradas em todo o país mobilizam gestores públicos, principalmente com relação à população de rua e os mais vulneráveis. Por conta disso, a Secretaria Nacional de Assistência Social e a Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil, ambas ligadas ao governo federal, alertam a rede socioassistencial dessas regiões para que intensifique a atenção diante do frio intenso.

Uma forte massa polar têm derrubado as temperaturas nas regiões Sul, Sudeste, Centro-Oeste e Norte. No último sábado (22), a cidade de São Paulo registrou a madrugada mais fria do ano (8,2ºC). Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), a capital paulista não apresentava uma temperatura tão baixa no mês de agosto desde 2013. 

Na manhã de domingo (23), foram encontrados corpos de duas pessoas em situação de rua na região central da cidade. A polícia investiga se o caso têm relação com o frio.

A secretária nacional de Assistência Social, Mariana Neris, afirma que as autoridades dos locais por onde a massa polar atravessar devem redobrar a atenção em relação à população mais vulnerável, pois, somado ao frio, o país ainda enfrenta a pandemia da Covid-19.

“Dessa vez nós temos que desenvolver medidas complementares de apoio as pessoas em situação de rua, comunidades tradicionais, moradores de áreas rurais, quilombolas, ribeirinhos, ciganos, imigrantes e àqueles que possuem a saúde mais frágil, como idosos, pessoas com deficiência e crianças”, explica. 

Além do estado de São Paulo, o intenso frio atinge diversas regiões do Rio de Janeiro, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Goiás, Rondônia, Acre, Amazonas, Rio Grande do Sul, Paraná e Santa Catarina. 

Câmara prevê suspensão de portaria que alterou repasses do Fundo Nacional de Assistência Social

Sistema Único de Assistência Social terá R$ 2,5 bilhões para ações de prevenção, reforço alimentar e abrigamento

Relatório do TCU aponta deficiência nos serviços assistenciais dos municípios brasileiros

Rio Grande do Sul

Na última semana, nevou em algumas cidades da região serrana do Rio Grande do Sul, entre elas Canela e São Francisco de Paula. Não há previsão de neve para esta semana no estado, alguns municípios gaúchos ainda terão temperatura abaixo de 10ºC. 

A secretária do Trabalho e Assistência Social do Rio Grande do Sul, Regina Becker, diz que o governo tem monitorado as condições da população em situação de rua no estado. No entanto, ela afirma que o acompanhamento dessas pessoas é complicado, pois grande parte não está inscrita no Cadastro Único de programas sociais. 

“Desenvolvemos um estudo para fazer um levantamento sobre a situação dos municípios com a maior quantidade de população em situação de rua, de acordo com o Cadastro Único. E existem mais pessoas nessas condições que não estão listadas.”

Minas Gerais

Nesta terça-feira (25), o frio chegou com intensidade no Sul de Minas Gerais. A geada atingiu diversos pontos do município de Maria da Fé onde, segundo o Inmet, a mínima foi de 1,5º C. O instituto afirma que a temperatura deve começar a subir em algumas cidades da região a partir desta quinta-feira (27).



Fonte: Brasil 61

Comentários

Arquivo de Notícias
Publicidade
Categorias